Vazamentos entre apartamentos: como agir?

De quem é a responsabilidade do reparo e como proceder

Problemas de infiltrações ou vazamentos costumam gerar muita confusão em condomínios.

Geralmente, quando há problemas de encanamento em um apartamento e os reflexos são sentidos na unidade do andar de baixo, o embate é na hora de providenciar o reparo e, lógicamente, pagar a conta.

Os edifícios têm duas redes de encanamento: a horizontal e a vertical (também chamada de coluna principal).

Rede vertical (coluna)Rede horizontal
Conduz água e esgoto entre rua e andaresLiga coluna e unidade
Uso geralUso particular
Responsabilidade do CondomínioResponsabilidade da Unidade
  • A rede vertical conduz água e esgoto por todos os andares. É de uso comum, portanto, de total responsabilidade do Condomínio_ inclusive obras realizadas nos apartamentos, em virtude de problemas nesta rede.  
  •  A rede horizontal comporta os canos que servem às unidades, recebendo água da rede vertical e conduzindo esgoto para a mesma. As unidades ficam responsáveis pelos reparos e danos aí ocorridos.  
  • Se há um vazamento no teto do banheiro, em virtude de problemas na rede horizontal, o responsável pelo reparo é o morador da unidade de cima, com todos os custos.

COMO PROCEDER

Muitas vezes o condômino prejudicado procura o síndico para resolver a questão. Nesse caso, como não cabe ao síndico esta responsabilidade, a orientação é ao morador reclamante para que tente, primeiramente, resolver a questão de forma amigável.

Caso o vizinho não demonstre boa vontade, ou se recuse a efetuar os reparos, recomenda-se então formalizar o comunicado através de uma notificação em duas vias impressas. Deve-se pedir que o notificado assine uma das vias, mostrando que está ciente do problema.

Se, mesmo assim, o vizinho de cima se recusar a tomar as providências necessárias, a parte prejudicada pode entrar com uma ação no Juizado Especial Cível. Pode-se obter liminar para efetuar os reparos, além de possível indenização.

Nesses casos que vão parar na Justiça, normalmente se solicita a presença de um perito para avaliar se o vazamento ou infiltração foi mesmo decorrente do apartamento de cima. Comprovado o fato, dificilmente o juiz se pronunciará contrário à indenização.

Fonte: Sindiconet

Sistema hidráulico de condomínios: você sabe qual a vida útil?

Assim como outros elementos que também fazem parte da estruturas das edificações, o sistema hidráulico também possui uma vida útil limitada. Por isso é preciso que ele passe por manutenções frequentes não apenas para prevenir, mas também para reparar danos.

Por isso mesmo é que torneiras, descargas, registros, encanamentos e outros itens do sistema hidráulico do condomínio devem ser averiguados com certa frequência, especialmente em edificações mais antigas.

Dentre os problemas que são mais comumente encontrados, pode-se citar vazamentos, sinais de umidade e até baixa pressão no encanamento. Esse último normalmente acontece porque as tubulações de ferro tendem a oxidar na parte interna e ocorre uma deposição de material.

Entendendo a vida útil dos materiais

De acordo com especialistas, a vida útil de uma instalação hidráulica irá depender muito da qualidade do material que foi utilizado, bem como do serviço empregado na instalação.

No entanto, considerando uma instalação de aço galvanizado, a duração raramente supera os 25 ou 30 anos. Por isso é que se faz essencial fazer uma checagem periódica para ver se as descargas ou torneiras seguem funcionando corretamente.

Para que seja possível conter desperdícios, a individualização das contas de água tem se mostrado uma excelente alternativa. Vale lembrar que o gasto comum com água representa o segundo lugar nas despesas mensais. Ele perde apenas para os gastos com funcionários.

Encontrando a economia

Um sistema que pode funcionar é a verificação de vazamentos em cada uma das unidades. Vale lembrar que o procedimento deve ser aprovado em assembleia.

Feito isso, o zelador pode passar em todas as unidades. Caso algum problema seja encontrado, o proprietário deve ser comunicado para fazer o reparo.

Em alguns condomínios, o proprietário apenas compra o material necessário e o próprio zelador pode realizar o reparo para o condomínio.

Fazendo isso, certamente será possível identificar diversos problemas nas unidades, incluindo torneiras e até vazamentos da válvula de descarga.

Somente essas pequenas ações já podem representar uma economia de 10% no gasto com a conta de água.

Fonte: https://clicksindico.com.br/sistema-hidraulico-de-condominios-voce-sabe-qual-a-vida-util/